(Português do Brasil) E se a gente tivesse três sóis? (V.6, N.9, P.2, 2023)

Facebook Twitter Instagram YouTube Spotify
Reading time: 4 minutes

Sorry, this entry is only available in Brazilian Portuguese. For the sake of viewer convenience, the content is shown below in the alternative language. You may click the link to switch the active language.

#acessibilidade: Imagem com um fundo preto e sobre uma superfície branca, a imagem mostra três bolas de gude coloridas representando o problema dos três corpos. Uma das bolas está mais próxima da câmera, ela é de vidro. Outra bola está um pouco mais atrás e é dourada. A outra está no fundo e é cinza.

Texto escrito por Rafael Vilas Boas dos Anjos Govea

Em 2006, o escritor chinês, Cixin Liu, publicou o livro ‘’O Problema dos Três Corpos’’. A história traz uma premissa simples, mas que possui consequências complexas: em algum lugar do universo, existe um planeta que orbita três sóis. No livro, um grupo de cientistas chineses acabam se envolvendo com esse problema e se deparam com uma civilização alienígena que vive nesse planeta trissolar. Além disso, a história busca refletir sobre o papel da ciência na sociedade e sobre a percepção dos cientistas a partir dos conflitos.

No romance, o planeta que orbita três sóis diferentes sofre muitas consequências pela imprevisibilidade desse sistema. Em algumas situações, dois, ou até três sóis ficam muito próximos do planeta. Com isso, fica impossível sobreviver em sua superfície, a atmosfera começa a queimar, os seres vivos morrem e até as rochas começam a derreter. Em alguns momentos, somente um Sol está próximo do planeta, caracterizando a chamada ‘’era estável’’. E, por fim, existem situações em que nenhum sol está próximo do planeta, causando uma era glacial que impossibilita a vida. Com isso, a existência da população depende da resolução do problema dos três corpos e da previsão do movimento desses sóis, missão que fica a cargo dos cientistas apresentados na história. Porém, o interessante é que o problema dos três corpos realmente existe fora da ficção e é estudado na Física e na Matemática há alguns séculos.

Toda essa história começou pelo final do século XVII, quando Isaac Newton, ao escrever Princípios Matemáticos da Filosofia Natural (ou de forma mais bonita, no original em latim, Philosophiae Naturalis Principia Mathematica), estabeleceu a Lei da Gravitação Universal. Ela afirma que dois corpos que possuem uma massa maior do que zero, se submetem a uma força de atração. Com isso, foi possível descrever o motivo de objetos caírem no chão e, também, a forma como o planeta Terra orbita o Sol.

Ao entender o conceito de Gravidade, é possível compreender um pouco mais sobre a premissa de ‘’O Problema dos Três Corpos’’. 

Primeiro, imagine dois corpos que se atraem. Eles podem ser dois planetas, dois sóis, qualquer corpo que venha à sua mente. Entre esses dois corpos, um deles possui a massa muito maior do que o outro. O movimento deles pode ser como o de uma órbita elíptica, circular ou algum outro tipo. Essa situação descreve, por exemplo, o sistema de atração gravitacional entre o Sol e a Terra. Dessa forma, o sistema Sol e Terra seria como um ‘’problema de dois corpos’’. Porém, pelas leis criadas por Newton, o movimento desse sistema pode ser completamente descrito e previsto.

orbita eliptica planeta orbitando o Sol - (Português do Brasil) E se a gente tivesse três sóis? (V.6, N.9, P.2, 2023)
#acessibilidade: A imagem possui um fundo preto com a linha tracejada de uma órbita. A imagem mostra uma órbita elíptica, onde um planeta está orbitando o Sol. Ela mostra que em alguns momentos, o planeta fica muito próximo do Sol e, em outros, ele fica muito longe. Possuindo, desta forma, um formato oval.

Isso não acontece quando se adiciona um terceiro corpo a essa situação. Com três corpos, o movimento deles fica completamente imprevisível, sem nenhuma constância aparente. Ao longo do tempo, vários cientistas fizeram contribuições importantes, apresentando novas conclusões e ajudando o progresso da resolução desse problema. Dentre eles, está Henri Poincaré, que mostrou como uma mínima alteração nas posições iniciais dos corpos pode alterar completamente as posições finais e o processo de resolução. Apesar das muitas contribuições, até hoje não houve uma resolução completa que previsse o movimento dos corpos.

E essa é a premissa de ‘’O Problema dos Três Corpos’’, um livro de ficção científica que se tornou o primeiro romance chinês a ganhar o Prêmio Hugo de Melhor Romance. Uma história que utiliza um problema clássico da Física e da Matemática para refletir sobre o papel da Ciência na sociedade. Em Janeiro de 2024, vai ser lançada uma adaptação do livro para um formato de série, você pode ver o trailer no link: O Problema dos Três Corpos. Agora é com você: que tal enfrentar esse problema lendo o livro, ou quem sabe, aprendendo um pouco mais sobre Física?

 

Referências

LIU, Cixin. O Problema dos Três Corpos. 1° ed. Rio de Janeiro: Suma, 2016.

MARTINS, F. A. C., & ZANOTELLO, M.. (2018). Mecânica celeste e a teoria dos sistemas dinâmicos: uma revisão do problema circular restrito de três corpos. Revista Brasileira De Ensino De Física, 40(2). Disponível em: https://doi.org/10.1590/1806-9126-RBEF-2017-0174.

Compartilhe:

Responder

Seu endereço de e-mail não será publicado.Campos obrigatórios estão marcados *