(Português do Brasil) Viagra feminino existe? (V.1, N.3, P.10, 2018)

Facebook Twitter Instagram YouTube

Sorry, this entry is only available in Brazilian Portuguese and European Spanish. For the sake of viewer convenience, the content is shown below in this site default language. You may click one of the links to switch the site language to another available language.

Reading time: 2 minutes

Sorry, this entry is only available in Brazilian Portuguese. For the sake of viewer convenience, the content is shown below in the alternative language. You may click the link to switch the active language.

#acessibilidade Desenho de uma mão dando um peteleco em um feijão.

A resposta sexual da mulher pode ser inibida por diversos fatores. O aumento do fluxo sanguíneo clitoridiano, que ocorre em decorrência do estímulo sexual, é necessário na resposta sexual feminina e a falta de dilatação da artéria clitoriana impede a satisfação sexual feminina. O quadro configura disfunção sexual feminina (DSF). Uma das maneiras de contorná-la é promover a dilatação da artéria clitoriana.

A molécula de óxido nítrico (NO) é uma das menores e mais simples moléculas produzidas pelo nosso corpo e funciona como um vasodilatador. Sabe-se que o citrato de sildenafila, usado no tratamento da disfunção erétil, aumenta a produção de NO no homem.

Como forma de tratamento da DSF, foi desenvolvido um hidrogel contendo a molécula para aplicação localizada diretamente na artéria clitoriana. Ao contrário do viagra que é administrado via oral, o hidrogel permite o uso localizado. Após 15 minutos de sua aplicação, o hidrogel aumenta o fluxo sanguíneo clitoridiano, em função da liberação localizada de NO. O próprio hidrogel funciona como lubrificante vaginal. Este hidrogel foi aplicado em mulheres voluntárias, e mediu-se a vasodilatação da artéria clitoridiana. Os resultados mostraram que a utilização tópica desse hidrogel foi eficaz no aumento do fluxo sanguíneo na região clitoridiana.

Apesar de ainda não existir um medicamento no mercado, a ciência vem contribuindo no desenvolvimento de estratégias no tratamento da DSF.

Fonte:

Fonte da imagem destacada: Diana Furukawa on http://bowdoinorient.com/bonus/article/10852

http://www.elsevier.es/pt-revista-actas-urologicas-espanolas-292-articulo-impacto-administracion-un-donante-oxido-S0210480610002287

Compartilhe:

2 thoughts on “(Português do Brasil) Viagra feminino existe? (V.1, N.3, P.10, 2018)

Leave a Reply

Your email address will not be published.Required fields are marked *