Por que as tatuagens são permanentes? (V.2, N.10, P.5, 2019)

Facebook Twitter Instagram YouTube
Tempo de leitura: 3 minutos
#acessibilidade Mãos, com luvas, de um tatuador limpando uma tatuagem terminada recentemente, no braço de outra pessoa. A tatuagem é composta por dois corações entrelaçados e a frase em inglês: “Family where life begins and love never ends”, em tradução livre: “Família, onde a vida começa e o amor nunca acaba”.

As tatuagens fazem parte da vida de muitas pessoas. Quem não tem, conhece alguém que tenha ou tem o desejo de ter uma. Os desenhos são variados: podem ser animais, imagens de pessoas, nomes, frases, datas… e a maioria das pessoas opta por tatuagens permanentes. Você já parou para pensar por que as tatuagens são permanentes se as células da pele sempre se renovam?

A resposta está na biologia: a pele dos seres humanos é composta por três camadas – a epiderme, derme e hipoderme – sendo a epiderme a mais externa e a hipoderme a mais interna. A única camada que se renova constantemente é a epiderme. As tatuagens são feitas por microagulhas que penetram a pele a uma profundidade de 1 a 2 milímetros. Isso é suficiente para que a tinta seja inserida na derme.

A derme é a região intermediária da pele e nela se encontram fibras elásticas e colágenas, vasos sanguíneos, vasos linfáticos, nervos e terminações nervosas (por isso as tatuagens doem!).

Cada picada feita pela agulha do tatuador pode ser entendida como uma ferida pelo organismo. Para se proteger, o organismo desencadeia um processo inflamatório. Então, são enviadas células especiais (chamadas macrófagos) que vão tentar fagocitar (‘comer’) as moléculas de tinta depositada.

As tintas permanentes são compostas de metais pesados e pigmentos coloridos. Devido à complexidade e grande tamanho das moléculas desses pigmentos, os macrófagos não conseguem comer toda a quantidade inserida na derme. E aí, o que sobra é absorvido por outras células da derme, chamadas fibroblastos. E é assim que ficam na derme para sempre.

Mas você deve estar se perguntando: e quando as tatuagens desbotam?

Isso depende muito de como a tatuagem foi feita e a qualidade do pigmento utilizado. Caso ela não tenha sido bem inserida na derme, pode ficar borrada com o tempo e perder a sua definição. Pelo fato de as tintas das tatuagens não serem naturais, as células de defesa do organismo estão sempre lutando contra as moléculas de pigmento. As células de defesa do organismo isolam os pigmentos por os considerarem nocivos ou agressivos. Daí as tatuagens perdem a intensidade e cor com o passar dos anos.

E por que existem tratamentos que removem as tatuagens permanentes?

Hoje em dia, existem tratamentos que utilizam lasers que ao incidirem na pele, quebram as moléculas de tinta em pedacinhos bem menores, assim o corpo consegue digerir essas partículas que antes não eram muito bem-vindas, então a tatuagem vai sendo eliminada do corpo.

O processo de retirada da tatuagem costuma ser ainda mais doloroso e na maioria dos casos não remove 100%, podendo deixar cicatrizes. As tintas pretas são as que são removidas mais facilmente, pois suas moléculas são quebradas de forma mais eficiente.

Tatuagens, além de colorir e enfeitar a pele, dizem muito a respeito da personalidade de uma pessoa. Os pigmentos permanecem no organismo, se não forem retiradas a laser. Portanto, pense bastante antes de fazer uma tatuagem, elas podem durar para sempre!

Fontes:

https://super.abril.com.br/mundo-estranho/se-as-celulas-da-pele-se-renovam-por-que-a-tatuagem-nao-sai-com-o-tempo/

https://www.portaleducacao.com.br/conteudo/artigos/idiomas/as-camadas-da-pele-e-suas-funcoes/62472

https://revistagalileu.globo.com/Ciencia/noticia/2014/07/tatuagens-e-biologia-por-que-tinta-fica-pra-sempre-na-pele.html

https://www.dicasecuriosidades.net/2017/03/ciencia-de-tatuagens-permanentes-como.html

https://segredosdomundo.r7.com/como-as-tatuagens-sao-removidas/

Para saber mais:

https://super.abril.com.br/ciencia/sua-tatuagem-passa-o-dia-sendo-engolida-e-regurgitada-por-macrofagos/

https://hypescience.com/tatuagens-permanentes-com-biomarcadores-podem-diagnosticar-doencas-em-tempo-real/

Compartilhe:

1 comentário(s) em “Por que as tatuagens são permanentes? (V.2, N.10, P.5, 2019)

Responder

Seu endereço de e-mail não será publicado.Campos obrigatórios estão marcados *