A importância do Dia Mundial do Meio Ambiente (V.4, N.5, P.5, 2021)

Facebook Twitter Instagram YouTube
Tempo de leitura: 4 minutos
#acessibilidade A imagem é toda composta por elementos na técnica artística de aquarela. O fundo é composto por uma leve mistura das cores azul e rosa. À frente, à esquerda, temos o planeta Terra. Acima dos continentes, há algumas árvores de várias espécies diferentes. Há algumas nuvens espalhadas ao redor do globo e atrás das árvores. Algumas folhas de árvores soltas pela imagem. À direita, há a seguinte frase escrita na cor preta: “Dia Mundial do Meio Ambiente”.

É inegável a importância do Meio Ambiente para a sobrevivência humana. Afinal, é dele que conseguimos retirar todos os recursos naturais para podermos viver. E mesmo estando evidente como somos dependentes deste Meio, por muito tempo a humanidade esteve degradando estes recursos, fato que ainda ocorre nos dias de hoje e que está trazendo consequências que serão irreversíveis.

Dessa forma, desde a década de 1960, o impacto ambiental começou a ter mais importância para ambientalistas e organizações internacionais, a fim de que desastres nos mais diversos âmbitos fossem evitados e a Natureza fosse preservada. Foi então que em 1972, a Organização das Nações Unidas (ONU) designou o dia 5 de junho como Dia Mundial do Meio Ambiente na Conferência de Estocolmo sobre o Ambiente Humano, levando, também, à criação do PNUMA, o Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente. Desde então este dia é celebrado anualmente.

A Conferência de Estocolmo sobre o Ambiente Humano foi um encontro internacional que reuniu mais de 100 países, sendo, também, um grande marco histórico por se tratar do primeiro grande encontro internacional que tinha como principal objetivo discutir os problemas ambientais. O resultado deste encontro foi a elaboração de uma declaração que atentasse à necessidade de um critério e de princípios comuns que oferecessem aos povos do mundo inspiração e um guia para preservar e melhorar o meio ambiente humano.

Desde então, de ano em ano, a ONU e diversos países se reúnem em grandes conferências para discutir os impactos que o homem causa na Natureza, centrando essas reuniões em temas que necessitam de atenção. Nessas conferências diversos órgãos são criados e relatórios, protocolos e metas são estabelecidas a fim de que estes impactos sejam minimizados e o Meio Ambiente seja recompensado e preservado. Alguns exemplos destes feitos são o Protocolo de Montreal sobre Substâncias que Destroem a Camada de Ozônio (PNUD) e o Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas (IPCC). O primeiro é um documento que impõe obrigações específicas para a progressiva redução da produção e consumo das Substâncias que Destroem a Camada de Ozônio (SDOs) até sua total eliminação. O segundo é um órgão científico que tem como princípio analisar informações científicas, técnicas e socioeconômicas mundiais para compreender as mudanças climáticas, divulgando resultados sobre o tema de tempos em tempos. Estas e tantas outras realizações ainda estão em vigor.

A Semana do Meio Ambiente de 2021 será sediada no Paquistão e está organizada no tema “Restauração de Ecossistemas”. Nunca foi tão urgente restaurar ambientes danificados. Constantemente vemos notícias de ambientes sendo destruídos para dar lugar à expansão industrial e agrícola. Isso é preocupante, pois os ecossistemas sustentam toda a vida na Terra, e como retratado no começo deste texto, é a partir dele que conseguimos viver e sobreviver.

Restauração de ecossistemas significa auxiliar na recuperação de ecossistemas que foram degradados ou destruídos, bem como conservar aqueles que ainda estão intactos. Ecossistemas que estão preservados e saudáveis geram mais benefícios para todos. Seguindo o propósito do tema deste ano e sendo o anfitrião do Dia Mundial do Meio Ambiente, o governo do Paquistão planeja expandir e restaurar as florestas do país por meio de um “tsunami de 10 bilhões de árvores” durante 5 anos. A campanha inclui a restauração de manguezais e florestas, bem como o plantio de árvores em ambientes urbanos, como escolas, universidades, parques públicos e cinturões verdes.

Esta temática também contribui para o Desafio de Bonn, um esforço global para estimular o processo de restauração de 150 milhões de hectares de florestas e paisagens ao redor do globo até 2020 e 350 milhões de hectares até 2030.

A partir de todos estes esforços, podemos concluir como o Dia Mundial do Meio Ambiente e todos os seus feitos são de extrema importância para podermos viver em um planeta saudável e próspero. Esta celebração se transformou em uma plataforma global para sensibilizar e impulsionar ações para problemas urgentes. Milhões de pessoas têm se envolvido nos últimos anos, ajudando a implementar mudanças em hábitos de consumo e nas políticas ambientais nacionais e internacionais, para que consigamos aproveitar um futuro melhor com condições de vida adequadas e dignas.

Fontes:

Fonte da imagem destacada: autoria própria

https://www.worldenvironmentday.global/pt-br

https://www.worldenvironmentday.global/pt-br/sobre/dia-mundial-do-meio-ambiente-cinco-decadas-de-acao-ambiental

https://www.decadeonrestoration.org/what-ecosystem-restoration

https://www.unep.org/pt-br/sobre-onu-meio-ambiente

http://www.protocolodemontreal.org.br/site/quem-somos/protocolo-de-montreal/sobre-o-protocolo-de-montreal

Para saber mais:

https://www.unep.org/pt-br/events/un-day/dia-mundial-do-meio-ambiente-2021

https://cetesb.sp.gov.br/proclima/wp-content/uploads/sites/36/2013/12/estocolmo_mma.pdf

Compartilhe:

Responder

Seu endereço de e-mail não será publicado.Campos obrigatórios estão marcados *